Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paul Auster

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paul Auster

A curiosidade anda desanimada...

IMG_20231115_145112.jpg

Os cães ladram, percebo-os, a viatura estranha estacionada defronte do espaço que protegem, a porta grande aberta, objectos estranhos empinados, a convidarem ao manuseamento, à leitura. Uma mulher sentada a vigiar a rua, a falar alto ao telemóvel sem tirar os olhos da biblioteca ambulante. Um gato a espreitar numa janela, tudo isto no mesmo conjunto habitacional. Gente nova, na aldeia do Brunheirinho, futuros leitores, ou será cedo para tal convicção. O som das buzinas das viaturas do pão, da mercearia, fazem-se ouvir ao mesmo tempo, esta parcela da aldeia está ao rubro com o comércio ambulante a chamar as pessoas. As histórias são ultrapassadas, a barriga é mais importante, na biblioteca ambulante o acesso é livre, há gratuitidade na leitura, a disposição do bibliotecário para os ouvir. A curiosidade anda desanimada,, apesar da incerteza nos olhares.