Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paul Auster

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paul Auster

A leitura é um refúgio...

IMG_20220215_162612.jpg

O dia tristonho e um pouco de mais frio é sinónimo de poucos leitores na biblioteca ambulante. Os que aparecem, são aqueles, que em primeiro lugar está uma boa história que os ocupe e desocupe ao mesmo tempo do quotidiano diário. Descansar olhando as letras, seguindo as palavras, compreender, o entusiasmo, a curiosidade de como termina a página, o capítulo, a história. São momentos imperdíveis naqueles que adoram a leitura. Um exercício para a mente, uma viagem, mais conhecimento para quem lê. Por vezes estes resistentes são olhados de viés por quem os observa a entrarem na biblioteca ambulante, catalogados, talvez, por serem diferentes de todos os outros. Uma pontinha de inveja, não têm coragem de visitar as histórias, não querem fazer parte dos mexericos dos do costume. Talvez haja bullying a quem queira saber mais, não sei, mas é uma intenção que não devemos ignorar. A leitura é um refúgio, podemos não andar bem, um problema a incomodar, então na biblioteca poderá estar a solução, lendo podemos transformar o que nos atormenta numa saída para o que estava difícil de realizar.  Protejam-se, venham frequentar a biblioteca ambulante.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.