Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paulo Auster

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paulo Auster

A racionalidade e ecossistemas

 

Fui surpreendido hoje de manhã por um casal de patos, ele de sobreaviso e sem grasnar, ela distraída ou induziu-me, dormitando com a cabeça debaixo da plumagem, deixando-me aproximar, pé-ante-pé com a câmara do telemóvel em riste para perdurar o momento, como se não acontecesse nada.  Os dois, atores numa cena, cuja ação se desenrolava na margem do rio. Não podendo estar eternamente no lugar, saí como cheguei, a passividade das aves foi a mesma, nada se passou ali, continuei aspirando o ar fresco, observando os outros que se pavoneavam, nadando calmamente nas águas do rio. A natureza e o seu conjunto, estão determinados a fincar o seu lugar na terra, não querem perder a oportunidade que lhes está a chegar, pela inoperância da humanidade, uma vez que estagnaram perante a ousadia da bactéria invisível. Se houver respeito é possível coabitarmos com estes seres e outros mais, o atrevimento cada vez é mais notório, tendo em consideração a racionalidade e ecossistemas de uns e outros.

4 comentários

Comentar post