Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paulo Auster

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paulo Auster

08.Nov.18

Ansiosa de chegar

IMG_20181108_104017.jpg

IMG_20181108_103922.jpg

 Finalmente vejo os panos rodeando as oliveiras, assim as azeitonas já se podem desprender da ramagem que as aguentam, sem se perderem na terra. Escadas reclinadas sobre a folhagem, homens empoleirados sacudindo com paus os frutos mais altos, em baixo são as mulheres com paus mais compridos que açoitam as folhas. Os panos ficam cheios de pontos pretos e esgalhos, tudo isto é separado, a azeitona é ensacada, indo depois para o lagar. Daqui para a frente será este o cenário durante alguns dias, nas viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra. Na aldeia de Coalhos, uma extensa nuvem escura largou toda a água, causando enxurrada, formando pequenos cursos de água ansiosa de chegar aos afluentes que a guiarão ao rio Tejo. A biblioteca ambulante, firme, aguentou a impetuosidade, os leitores é que não se atreveram a enfrentar o temporal.