Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paul Auster

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paul Auster

As palavras escritas são perigosas

IMG_20191023_135050.jpg

 

Ontem ao final da tarde, um hábito que efectuo em muitas outras circunstâncias, deambulei pela única livraria da cidade. Livraria, isto é, uma extensão envolvendo além de histórias, papelaria e acessórios relacionados com a escrita. Ali estou eu, a tirar a repor histórias, leio contracapas, badanas, conheço biografias, bibliografias. A ler fragmentos, cativando na memória futuras compras, perco-me, esqueço-me do tempo a passar. Estou no lado contrário, o lugar dos que frequentam a biblioteca ambulante, sob o impulso da curiosidade de conhecer mais ainda, é nestas pequenas viagens a percorrer no espaço de pouco mais 100m2, de olhar atento que encontro pequenos tesouros, incógnitos. Foi assim  ao folhear um deles, sem me recordar do título e do autor, coincidente com um texto que escrevi, causador de uma pequena fricção, que não é relevante para aqui, deparei com a frase «as palavras escritas são perigosas». E para quem as lê o que são? 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.