Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paulo Auster

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paulo Auster

21.Nov.18

É um impulsionamento

IMG_20181121_080434.jpg

IMG_20181121_104151.jpg

IMG_20181121_103802.jpg

IMG_20181121_103741.jpg

IMG_20181121_103250.jpg

A prazentearia do período da manhã foi perfeita nas viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra. A biblioteca ambulante rumou à aldeia do Vale de Horta, campos verdejantes, charnecas e terras de algum cultivo compõem este território no limite da aldeia com a do Vale das Mós. Houve paragem para que o comboio de mercadorias  da linha do Leste,  proveniente do alentejo, passasse  até uma qualquer estação que o acomode. A biblioteca na aldeia opera como uma passagem de nível, onde quem circula na estrada e se dirija na sua direcção, entre para ler e levar histórias, ao sair o nível do seu conhecimento é mais elevado. Estas passagens transportam-nos para grandes viagens, dão-nos a conhecer pessoas, pensamentos, outras culturas, terras é um impulsionamento para crescermos em qualquer idade.