Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paulo Auster

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paulo Auster

Esperam devagar

11391422_10204226117361286_7998870786570988873_n.j

11027466_10204226117841298_1830373700761735718_n.j

10984233_10204226118561316_1834367501257679095_n.j

A tarde quente na aldeia de Lampreia, afugenta os aldeões da rua, mais adiante noutra aldeia para onde a biblioteca ambulante se deslocou, Casa Branca separada em duas pela estrada nacional 118, na qual o trânsito não tem preguiça. Em cada parte, dois cafés unidos com a via, onde homens sentados, abrigados nas sombras dos toldos das esplanadas, esperam devagar que a duração do dia avance. São velhos, já trabalharam, casaram, com filhos criados, para eles agora esta parte das suas vidas segue em frente como a água de um ribeiro num dia de verão.