Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paul Auster

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paul Auster

Levando a demasiadas palavras e a coisa nenhuma

IMG_20190924_110038.jpg

IMG_20190924_110006.jpg

Retornar á aldeia de Sentieiras na biblioteca ambulante, percorrer a estrada ziguezangueante, descer vertiginosamente os últimos metros, estacionar junto do Mercadinho da Fonte, é sempre motivante. Depois de beber um café, deixar á disposição o jornal A Bola, as falas rumam na direcção do jogo da noite anterior, entre o Sporting e o Famalicão. Como sportinguista ouvi comentários trocistas, a rivalidade saudável dos adeptos das agremiações da 2ª circular é por demais evidente nas aldeias das viagens e andanças, levando a demasiadas palavras e a coisa nenhuma. O sol continua ausente, os leitores também, mais uma vez as histórias receiam a impassibilidade, os afazeres, os quotidianos, as arrelias, afastam-nos, voltam noutro dia, confiam nas histórias, estão semprea regressar com narrativas diferentes, com outros acontecimentos.

2 comentários

Comentar post