Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paul Auster

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paul Auster

IMG_20220117_112100.jpg

Com o frio infiltrado na biblioteca ambulante o viajante das viagens e andanças não tem possibilidade de se ver livre do mesmo. Nem as histórias nas estantes, muitas vezes mediadoras de conflitos, o safam deste oponente silencioso. Os thrillers escritos por Jonhn Le Carré e outros que como ele  dão muito à literatura, nunca foram tão detalhistas nas descrições, como a sensação em que estou envolvido. Sem hipótese de escapar, corajosamente luto com este invasor, sem mais roupa para me proteger, um colete anti-bala tão necessário quando pretendemos estar de cara a cara com  inimigos  insensíveis, afogo-me no café quente que trouxe na garrafa térmica. O dilema ou a expectativa como terminará o thiller que estou a atravessar neste momento persiste, olho para o relógio, e a permanência no local está longe do final, ao contrário do café quente que está cada vez mais a desaparecer numa ruptura sem resolução.