Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paulo Auster

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paulo Auster

03.Out.18

Não são os de fora

O amanhecer dia após dia torna-se mais preguiçoso, a frescura da manhã mais desagradável obriga o corpo na busca de um agasalho. A meio do dia a energia do sol empurra tudo para traz o que escrevi anteriormente, a tarde chega imponente, a estação anda confusa, chamam-lhe um nome, responde com outro, tem sido assim nestes últimos meses. As viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra, regressaram ao sul do território nos seus itinerários, desta vez na aldeia de Àgua Travessa. Esta aldeia em tempos teve um empreendimento turístico, Herdade dos Cadouços, tendo gerado emprego nas gentes locais. Infelizmente o seu encerramento fulminou as esperanças de quem lá trabalhou. A aldeia perdeu fulgor, as visitas, pernoitas e estadias dos forasteiros dos mais variados sítios do país e estrangeiro, nunca mais aconteceram. Atualmente só o forasteiro com as histórias que chega na biblioteca ambulante, faz acontecer. Não são os de fora, mas sim aldeões que buscam o repouso, o lazer, viajando nas páginas dos livros.

IMG_20181003_164728.jpg