Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paul Auster

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paul Auster

18 Jan, 2022

O compêndio...

IMG_20220118_194132.jpg

No largo as árvores estão despidas, um livro sem palavras, não fossem os galhos nas suas formas excêntricas estaria na presença de espectros alinhados. Estas velhas árvores ladeiam o largo da vila,  são margens na vida deste, e das personagens que o tempo aqui escreve. De mãos nos bolsos, de cigarro na boca, passada lenta, apressada, vão quase todos desembocar no café da esquina. Os  pares enlaçados demoram o tempo que for preciso a atravessar, beijos demorados por entre olhares cheios de ternura e sorrisos de cumplicidade. No final da escola a pequenada de mochila às costas, vigiadas pelos avôs e mães, gastam a energia acumulada na sala de aulas, expelem emoções próprias da idade. A biblioteca ambulante faz parte da história do largo, é o compêndio que auxilia o tempo na escrita interminável, determinando o uso correcto da língua na história do largo.