Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paul Auster

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paul Auster

São eles que movem...

IMG_20210524_204927_540.jpg

As nuvens sobrevoam lentamente a aldeia do Pego, mais apressadas andam as cegonhas, vagaroso está o leitor, explorando as histórias. Retira dali, coloca ali em baixo, retira d'além, está com vontade de levar a história, os olhos percorrem páginas folheando ao acaso. O olhar continua indeciso, fecha a brochura, volta-se e diz! - Levo este! Um exemplo entre muitos dos vários aspectos de leitores que frequentam a biblioteca. Os que conhecem, e retiram imediatamente, os que não têm opinião formada, os que ambicionam encontrar a história que não existe no momento. São eles que movem a biblioteca ambulante, os construtores dos itinerários, os personagens e inspiração das histórias à beira rio. 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.