Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paulo Auster

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paulo Auster

24.Fev.20

Querem aliciar as pessoas

historiasabeirario
  Os últimos dias têm estado fantásticos, mas não é imaginação minha, ao contrário do significado da palavra que pode induzir em erro, os dias cheios de sol modificam as pessoas, tenho-me cruzado com rostos sorridentes, usando roupas frescas, os sorvetes e gelados não param de ser sorvidos por bocas desejosas do verão. Tudo isto não passa de uma história ficcional da meteorologia que as viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra, transportam na biblioteca (...)
04.Fev.20

Não se cansa de abrir rasgos

historiasabeirario
  O sol demorou a descobrir as viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra, só ao início da tarde as encontrou no sentido da aldeia da Lampreia. Os seus raios envolveram as histórias e o viajante das viagens e andanças num longo abraço, há muito tempo que não sentia este aperto tão afectuoso. O abraço estendeu-se a sul do rio Tejo, as flores amarelas e brancas salpicam as planícies, os rebanhos, as manadas, andam prazenteiros nos terrenos abastados de ervas (...)
14.Jan.20

Estão habituados

historiasabeirario
  O dia continua afogado na neblusidade, significando que mais tarde, nas viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra, a chuva virá visitar as histórias nas aldeias a sul do rio Tejo. O que se passou, foi que na viagem a chuva surgiu pouco espessa, delicada mas persistente, com a aproximação da biblioteca ambulante à Lampreia foi perdendo destaque. A quietude da aldeia contagiou o viajante das viagens e andanças, as histórias apoiadas umas nas outras, conservam o (...)
10.Dez.19

As histórias não matam a curiosidade

historiasabeirario
  Hoje, a temperatura não vai além dos 12º centígrados nas viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra. Está frio, mas nas palavras de um aldeão a terra precisa de estar coberta com um manto branco de gelo, para eliminar espécies causadoras de moléstias nas culturas. Este fenómeno ainda não aconteceu, assim na sua previsão, não tarda as árvores iniciarão o processo de desenvolvimento da flor, antecipando o período apropriado. A quietude da tarde na aldeia (...)
04.Set.19

Sem contemplações

historiasabeirario
  Escassas nuvens, idênticas a enormes Dirigíveis, sobrevoam o lugar da Lampreia, topónimo que tem a sua origem na fauna fluvial, sem certezas que a escolha seja relativa à actual ribeira que por aqui corre com o mesmo nome. Doação do Crato à Ordem do Hospital no ano de 1232, o crescimento do local pouco desenvolvimento terá tido até aos dias actuais, a população aumentou, mas curta na área do território das viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra. (...)
25.Jul.19

Os faça agitar nas emoções

historiasabeirario
  Depois de uma manhã onde chuviscos deram um ar da sua graça, as viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra, são percorridas pela biblioteca ambulante numa temperatura habitual nesta época do ano no concelho, muito calor. As histórias estão prestes a ser tocadas, agarradas, há quem almoçe com elas, durma com elas na cabeçeira da sua cama, viaje levando-as na mochila, na mala. Até á praia vão, naquelas tardes em que o sol atravessa lento o rumo ao zénite. (...)