Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paulo Auster

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paulo Auster

21.Jun.19

As árvores são histórias

historiasabeirario
  Serpenteando a estrada, a biblioteca ambulante e o viajante das viagens e andanças a dirigi-la, não se cansa de engolir quilómetros de asfalto, na direcção da aldeia do Crucifixo e vila do Tramagal, nas viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra. No meu lado direito, mais em baixo, saltando a linha do caminho de ferro, o rio corre em liberdade depois de lhe ser concedida a passagem no açude que o trava quando o homem assim o entende. A aldeia alonga-se desde (...)
19.Jun.19

Eles não me querem ouvir

historiasabeirario
  Com o rio e a ponte superados, rumamos, eu e a biblioteca ambulante, noutras viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra, onde as aldeias da Concavada e Pego com as suas gentes nos aguardam, na expectativa de encontrarem histórias novas, que os possam ajudar a preencher o tempo desocupado. Alguns leitores mais exigentes, procuram histórias que existem há pouco tempo, outros são mais condescendentes, vão lendo histórias passadas, questionando por títulos e (...)
18.Jun.19

A esperança inundou-me

historiasabeirario
  Pela manhã a chuva surpreendeu com a sua visita, a previsão meteorológica previa esta circunstância, mas não deixa de ser novidade no mês em que estamos mesmo a pisar o verão. Soube bem, voltar a cheirar a terra molhada, sentir os minúsculos pingos, como se fossem alfinetadas despertando-me, batendo insistentemente no meu rosto. Mais logo as viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra, terão outro ânimo com esta agradável frescura. Isto está tudo do (...)
31.Mai.19

Desejo de aprender mais ainda

historiasabeirario
    Desafiando o calor, a biblioteca ambulante ruma na direcção das aldeias da Chaminé e Água Travessa, nas viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra. Atravessando a ponte que permite a transposição sobre o rio, olhando cá de cima, as suas águas voltam a subir, os dedos das mãos dos homens que o amansaram empurraram o botão, transmitindo á barreira que o detém que se feche. O contrário também foi efectuado, e num abrir e fechar de olhos as águas quase (...)
29.Mai.19

Sem saberem bem o que procuram

historiasabeirario
    O rio vazou, sem encalhar a biblioteca ambulante progride nos meandros asfaltados do curso da estrada que a conduz nas viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra, à aldeia do Crucifixo e ao Tramagal. Até o rio já amansaram, os patos Mandarins que se espraiavam de manhã bem cedo nas margens, lavando a penungem, aproveitando os primeiros raios solares para se aquecerem, não se avistam. Os peixes acompanharam a descida abrupta das águas, evitando assim (...)
06.Mai.19

Quilómetro 404

historiasabeirario
  É no quilómetro 404 da nacional nº 2 que recorro a esta fabulosa estrada nas suas acessibilidades  para caminhar,  nas viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra, nas passagens para outros lugares. Tem horas onde não acontece nada, tem horas onde acontece tudo. O trânsito automóvel tem períodos de muita intensidade em direcção ao sul, em direcção ao norte, são carros ligeiros, são carros pesados, são motociclos, são ciclistas e peões. Ciclistas (...)
23.Abr.19

Dia Mundial do Livro

historiasabeirario
A chuva voltou e não veio sozinha, trouxe frio e vento, combinação perfeita, juntamente com o Dia Mundial do Livro  de um período normal de inverno e uma boa leitura.Na aldeia do Tubaral a união destes elementos tornou o lugar mais deserto, no café do Lola, abrigam-se alguns aldeões da tempestade que se abateu. A cortina de água que se formou é tão densa que impede a visibilidade ao longe. Leitores, só os que estão no estabelecimento folheando o jornal diário CM, e o (...)
21.Mar.19

Vários sabores e emoções

historiasabeirario
  Os uivos do vento marcaram a chegada da primavera, hoje com a mesma acomodada as viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra voltam à aldeia do Brunheirinho. Antes, no rio os patos desfrutavam das águas adormecidas, a distração foi tanta que permitiu ao viajante das viagens e andanças perdurar o momento. Na aldeia as hortas enchem o olho a quem por aqui passa, a terra quase preta, toda remexida,  os extensos regos paralelos uns aos outros atravessam a (...)
01.Mar.19

Motivação que baste

historiasabeirario
Logo pela manhã a paisagem dos terrenos junto ao rio Tejo no Tainho é de despertar o interesse, neles longos sulcos perfeitos e rectilíneos esperam pelas sementes. Motivação que baste para o início das viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra, seguindo outra alternativa pela nacional nº2 , rolando até ao Sardoal na biblioteca ambulante, passando ao redor da vila, avisto o Jardim das Cameleiras, onde uma grande parte de mim descansa eternamente sob flores (...)