Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paul Auster

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paul Auster

            Pela manhã entrei na Rua Nova, pelo Largo da Ferraria uma das entradas da cidade na zona norte, a segunda rua de Abrantes como referiu o padre Luís Cardoso. Eduardo Campos na Toponímia Abrantina editada em 1989, escreve de que à falta de outros documentos o toponimo é confirmado a partir de 22 de Abril de 1321. E que em 1707 a rua tinha 17 moradores fintados de entre os quais constam quatro mareantes, um carreteiro, 4 hortelãos, 4 almocreves, e um 1 (...)