Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paulo Auster

Histórias à Beira Rio, viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra

"Afinal, a memória não é um acto de vontade. É uma coisa que acontece à revelia de nós próprios." Paulo Auster

Teria sido tudo diferente

IMG_20180710_111535.jpg

IMG_20180710_112449.jpg

O som das moto-serra, cortando as árvores na floresta ecoa do fundo do vale. Esta actividade profissional ainda gera emprego a uns quantos valorosos trabalhadores nas aldeias visitadas pela biblioteca ambulante, nas viagens e andanças com letras pelas aldeias da minha terra. O risco de extinção desta indústria actualmente é enorme, se não forem criados obstáculos ás sucessivas ignições durante os meses mais quentes, sejam elas de origem natural ou criminal, de modo a evitar o desaparecimento do pinheiro bravo. Um conjunto de várias parcelas, onde os proprietários conseguem adicionar algum dinheiro às suas pequenas economias. Noutro ponto de vista as pequenas indústrias (serrações), empregadoras de mais mão de obra, assim  se administra a floresta no interior do país. No combate à literacia a biblioteca ambulante não desiste tentando todos os dias nos seus itinerários alcançar os objectivos, corresponder às exigências dos seus leitores, como também conseguir mais leitores, despertando-os com a leitura, para que possam ter conhecimento e superar o seu isolamento. Assim, os que estão no Terreiro do Paço não tivessem desistido de nós, teria sido tudo diferente!